quarta-feira, 17 de agosto de 2016

A Importância de Brincar #3 - Com participação especial e entrevista


Olá!

Hoje é dia de conversarmos mais uma vez sobre A importância de brincar, esse é o tema desse mês de agosto. Todas as quartas- feiras temos dicas aos pais e compartilhamos experiências.

Estamos no terceiro post sobre o tema e hoje tem uma entrevista muito esclarecedora com a uma pessoa incrível, a Professora Carla Guerreiro, ela nos deu dicas maravilhosas para aproveitarmos muito bem o tempo com nossos filhos.

(Foto: Aquivo pessoal - Minha filha Isabella Leite)


Veja toda entrevista abaixo:

        1) Me fale um pouco sobre A importância de brincar, que é nosso tema desse mês.

“O que se faz agora com as crianças é o que elas farão depois com a sociedade.”  Karl Mannheim

Com o cotidiano tão corrido, com tantos afazeres “importantes”, muitos pais ou responsáveis estão preocupados em ocupar o tempo das crianças, com jogos eletrônicos, sem valorizar ou investir seu precioso tempo “brincando” juntinho com eles. Mas, precisamos ter consciência de que ao brincar as crianças não estão perdendo tempo e sim, ganhando.Praticando jogos, brincadeiras ou qualquer atividade física, a criança se exercita de forma integral, tanto o seu físico, quanto sua mente. É uma excelente forma de desenvolver sua aprendizagem, experimentando o mundo, descobrindo as possibilidades, limites, relações sociais, desenvolvimento motor, social, cognitivo e afetivo. Além de aproximar e fortalecer a cumplicidade da família.

      2) Existe uma brincadeira melhor que outra ou o importante é brincar?

Não há uma brincadeira melhor que outra. Brincar é sempre bom! Só devemos estar atentos a faixa etária, pois há atividades adequadas e inadequadas para cada faixa etária.

3) Você acredita que os adultos também devem brincar? Por quê?

Sem dúvida! Pois jamais seremos crescidinhos demais para participar de forma lúdica e criativa da vida dos nossos filhos, sobrinhos, amigos...
Devemos resgatar uma infância que não temos mais, pega-pega, bandeirinha, amarelinha, queimado, entre tantas outras diversões. Podemos voltar no tempo, não como obrigação, mas para se divertir e incentivar as brincadeiras. Através dessa interação prazerosa estabelecemos uma relação harmoniosa com todos.

      4) Nas brincadeiras em geral as crianças estão aprendendo alguma coisa? O quê?

Sim, com toda certeza! A brincadeira traz benefícios inquestionáveis à vida, sem dúvida, favorece e contribui para o processo de ensino-aprendizagem.
Aprende de forma prazerosa, simples e o principal: atrativa.

Faz bem ao corpo e ao cérebro, torna a criança mais perceptiva, visto que toda brincadeira possui regras e assim facilita a disciplina.
Expressa seus pensamentos e sentimentos, a criança desenvolve habilidades de coordenação motora fina ou ampla, percepção, atenção, aprende lidar com situações de ganhar e perder, tomar decisões, cooperação, socialização, permite à criança criar, imaginar e representar a realidade e as experiências por ela adquiridas. 

      5) Dê ideias de brincadeiras que os pais possam fazer com seus filhos em casa.

·         Brincar de Pai e filho / Mãe e filho. Um exemplo: Fazer comida juntos, bolo, docinho de leite ninho, mousse, receitas onde a criança possa colocar “a mão na massa”!

·          Brincadeira de casinha, acampamento com barracas de lençol ou noite do pijama.
·         Mímica para descobrir um animal, filme, novela, personagem bíblico...
·         Boliche com garrafa pet.

·         Caça ao “tesouro” com prêmio no final.
·         Descobertas de sons.
·         Escalando obstáculos.

·         Jogos: memória, tabuleiro, com cartas...
·         Macaquinho mandou.
·         Pique esconde.
·         Estátua.
·         Morto vivo.
·         Telefone sem fio.

·         Jogo com as mãos. Exemplos: Adoleta, Babalu, Popeye, ABC...
·         Dramatização e contação de histórias...
·         Bola de meia para brincar de várias formas. Batata quente, jogar com a mão direita e pegar com a esquerda, com o joelho, etc.

São inúmeras ideias, citei algumas bem simples. Experimente!

Quero agradecer muito a Professora Carla que prontamente aceitou participar dessa entrevista para o Blog e tenho certeza nos ajudou demais com as informações!

 (Foto: Arquivo Pessoal)

(Foto: Arquivo Pessoal)

E espero que você que é mamãe ou papai possa estar sempre com a gente para juntos aprendermos mais essa tarefa que não tem treinamento, que é educar os filhos da melhor maneira. Não deixe de comentar e nos dar informações também sobre o que você anda fazendo com seus filhos no tempo livre. Conta pra gente!!!

Um beijo!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, é sempre um prazer conversar com você!